Um aviso aos desavisados:

Esse blog é descompromissado, pode ser que não tenha postagens sempre, mas se tiver algo é sempre no DOMINGO.

E Capcom não me processa por usar tanto Mega Man.

Procure aqui:

domingo, 25 de março de 2012

Super Mario Brothers (NES) review e download.

Download da rom no fim da postagem.
História:

     O primeiro jogo em que Mario apareceu foi em Doneky Kong, para NES e Arcade. Lá, ele ainda não tinha o nome de Mario, apenas era chamado de Jumpman (homem que pula). Naquele jogo, ele tinha a missão de resgatar sua namorada Pauline do macaco Donkey Kong, que a levou para o alto de uma construção. Em seguida, Mario apareceu na sequência de Donkey Kong: Donkey Kong Jr, onde ele havia aprisionado Donkey Kong, e o filho do mesmo, Donkey Kong Jr, devia resgatá-lo. Depois, Mario apareceu, pela primeira vez com o nome de Mario, no jogo Mario Bros, onde ele e seu irmão Luigi deveriam acabar com as pragas que infestavam os esgotos do Brooklin (lá na onde acontece o Todo Mundo Odeia o Chris).
     Um tempo mais tarde, Mario apareceu em Super Mario Bros, que não era seu primeiro game como Mario, mas sim seu primeiro game como Super Mario, é Super porque quando o Mario pega o cogumelo laranja ele cresce, coisa que não acontecia nos outros jogos que havia o Mario, ele sempre era pequeno. Esse jogo foi revolucionário, pois foi o primeiro jogo a utilizar a tecnologia de rolagem lateral.

Sobre o jogo

     Em Super Mario Bros, Mario apareceu pela primeira vez no consagrado estilo que conhecemos hoje: Aquele herói que pula, bate em blocos, pega cogumelos e chuta o traseiro verde de muitas tartarugas!
     Nesse jogo, o encanador deve salvar o Reino do Cogumelo do exército de Bowser, uma tartaruga bípede que tem espinhos nas costas e cospe fogo. Para isso, ele terá que superar oito mundos cheios de inimigos. Cada mundo tem quatro fases: A primeira em terrenos plainos (imagem 1), a segunda em ambientes subterrâneos ou aquáticos (imagens 2 e 3), a terceira em lugares mais altos (imagem 4), e a última numa fortaleza de Bowser (imagem 5). Para concluir as três primeiras fazes, Mario deve pular em um mastro no final da
fase. Para concluir a quarta, ele deve derrotar Bowser, que está no final da fase. Bowser é derrotado quando Mario chega do outro lado da ponte onde a batalha se passa, ou quando o encanador lança uma boa quantidade de bolas de fogo em Bowser. Nas sete primeiras fortalezas, Mario não enfrenta o verdadeiro Bowser, mas sim um inimigo comum disfarçado de Bowser. Já na oitava e última fortaleza, ele enfrenta Bowser em pessoa. Após derrotar Bowser, Mario resgata a Princesa Peach, a governanta do Reino do Cogumelo que foi sequestrada por Bowser no começo da aventura.
     Durante o jogo, Mario deve coletar itens para aumentar seus poderes: Cogumelos que aumentam seu tamanho, Flores de Fogo que lhe permitem atirar bolas de fogo, além das Estrelas que lhe dão imortabilidade temporária. Quando não possui itens, Mario pode eliminar os inimigos pulando em cima deles, mas esse ataque não mata todos os inimigos.
Imagem 1
Imagem 2
   
Imagem 3
Imagem 4
Imagem 5


Menu do jogo
     O menu é bem simples, consiste só em escolher o jogo com um ou dois jogadores e mostra a maior pontuação já tida no jogo na ultima vez que foi utilizado.
 
Curiosidades:

     Mario só se passou a ter tal nome quando um dos jogos em que ele ainda não tinha o nome chegou à Nintendo Americana. Um dos funcionários da mesma era muito parecido com o personagem, e o nome do funcionário, Mario, daí veio o nome.

     Sabe quando você quebra um tijolo, pois você está assassinando uma pessoa. Mas como? É que na história original que vem com o cartucho de jogo, todo o povo do reino do cogumelo foi transformado em tijolos, pedras e plantas. Você vai lembrar disso quando der um soco num tijolo.

     O fogo que Bowser joga é mostrado ao contrario do que foi desenhado, pode conferir, é verdade mesmo.

     Os arbustos e as nuvens são as mesmas coisas, são apenas recoloridas e os koopas tem quase o mesmo formato dos cogumelos.
Fontes:

     Conhecimento próprio, muita leitura, imagens próprias e dos outros.
 
Avaliação geral:


     Prós: boa jobabilidade, divertido tanto sozinho quanto em dupla.

     Contras: Jogo curto, mais difícil perto do fim (demorei consideravelmente para zerar).